4 desvantagens dos bráquetes metálicos

Os aparelhos fixos, com bráquetes metálicos são a opção mais comum entre aqueles que precisam realizar um tratamento ortodôntico. Entretanto, muitas vezes ao escolher esses aparelhos, os pacientes não pensam em suas desvantagens futuras, como a escovação, ou ainda dores ocasionadas pelos metais.

Além disso, existe a desvantagem da estética, pois eles não são discretos e ficam bem mais aparentes na boca. Por isso, abaixo alertamos você sobre três desvantagens existentes nos bráquetes metálicos, para ajuda-lo em sua escolha no momento de começar seu tratamento.

Os bráquetes não permitem que a escova faça uma limpeza completa

A presença dos bráquetes metálicos pode interferir no momento da escovação, pois impede que a escova consiga percorrer todo o espaço dos dentes e entre eles.

Dessa maneira, mesmo escovando-os podem sobrar resquícios de comida, e estes podem ficar acumulados.

Isso facilita o surgimento de bactérias e inclusive pode ocasionar problemas gengivais.

Com os alinhadores Invisalign®, o momento da escovação fica muito mais confortável e fácil, pois são removíveis, por isso, você pode simplesmente tirá-los e realizar a escovação adequada.

Alguns alimentos são mais difíceis de comer devido aos bráquetes

Os bráquetes metálicos são fixos, e por isso, podem ser um empecilho na hora de comer alguns alimentos.

Devido aos metais presentes, alguns alimentos podem ficar presos nos bráquetes, causando desconforto e dificuldade para retirá-los.

Além disso, alguns alimentos que possuam coloração forte e, no caso de bráquetes transparentes, pode resultar em manchas no aparelho.

Devido a isso, muitas pessoas optam por evitar certos alimentos, como amendoins, manga, entre outros, somente para não passar por esse transtorno.

Utilizando os alinhadores Invisalign®, não há problema com essa questão, pois são removíveis e, portanto, permitem que o paciente retire o alinhador e faça suas refeições.

Bráquetes metálicos podem causar dores e desconfortos

No começo do tratamento, principalmente, é comum que os aparelhos fixos compostos por bráquetes metálicos causem dor no paciente, pois foram recentemente presos aos dentes.

Embora essa dor possa cessar conforme o tempo é comum que os pacientes relatem dor também ao realizar as manutenções dos aparelhos.

Ao retornar ao consultório do dentista, é preciso apertar os bráquetes aos dentes para dar continuidade ao tratamento, o que ocasiona dores novamente.

Essas dores e desconfortos podem causar até mesmo sangramento, o que certamente é um transtorno para quem os utiliza.

Optando pelos alinhadores transparentes Invisalign®, a maioria dos pacientes pode sentir uma pressão apenas no início do tratamento, com os primeiros alinhadores.

Os aparelhos metálicos afetam diretamente a estética

Os aparelhos com bráquetes metálicos são aparentes, devido ao uso de metais, além dos fios elásticos utilizados, também visíveis.

Isso pode afetar a sua estética, e causar desconfortos em relação a ela, pois o paciente pode se sentir inseguro para sorrir ou falar, prejudicando sua vida pessoal.

Optando pelos alinhadores Invisalign®, a estética é preservada, pois devido a sua transparência, ele é fica imperceptível e, portanto, não interfere em qualquer relação social ou mexe com a sua autoestima.

Qual tratamento é o ideal?

O tratamento Invisalign® é cheio de vantagens, devido a tecnologia avançada da Align, que permite realizar uma análise adequada do seu caso, realizando a melhor maneira de tratar o seu problema.

Além disso, os alinhadores Invisalign® são removíveis e transparentes, o que possibilita uma melhor qualidade de vida a quem os usa, pois você pode:

- Tirá-los para realizar a escovação de forma apropriada e sem o incômodo de bráquetes;

- Comer qualquer alimento sem a preocupação de que fiquem presos em seu aparelho ou de que sobrem restos nos bráquetes metálicos;

- Se sentir confortável utilizando os alinhadores, pois eles foram personalizados para sua boca.

Ficou interessado e gostaria de um tratamento Invisalign®? Clique aqui e conheça nossos doutores!

Deixe um comentário